Vítor Pereira, treinador bicampeão nacional pelo FC Porto, atualmente no Al-Ahli da Arábia Saudita, “explodiu” quando um assessor de imprensa tentou evitar que falasse sobre a atitude (e expulsão) de um jogador.


Depois do ataque de fúria de Toni no Irão, foi agora a vez de Vítor Pereira perder a paciência na Arábia Saudita, no decorrer de uma conferência de imprensa. Com uma diferença – ao contrário do ex-treinador do Tractor, que reagiu mal a uma pergunta de um jornalista, o bicampeão pelo FC Porto não gostou de uma intervenção do assessor presente na mesa.

O motivo para a “explosão” foi simples: Vítor Pereira estava a falar do jogo e referia-se à expulsão “infantil” de Mansour, que deixou o Al-Ahli reduzido a dez jogadores. “Não pode individualizar sobre ninguém, só pode falar de questões técnicas. Para falar de jogadores só lá fora”, interrompeu o assessor. E o caldo entornou…