“…São estupidezes praticadas por crianças de todo o mundo, sem combinarem. Há uma inclinação natural para introduzir pequenos objectos no nariz. A lista de pequenos objectos que eu introduzi no nariz inclui peças de brinquedos, ervilhas, berlindes, caroços e, talvez o meu melhor trabalho, um botão.


Porque é que destacas o botão?

Porque, devido ao modo como ficou alojado no nariz, fazia com que eu apitasse a falar. Os buracos do botão faziam efeito de flauta. Eu era o homem-pífaro.” in Mixórdia de Temáticas