Rádio Comercial – Música do Vasco: ‘Filho da Mãe’


O Dia da Mãe já tem banda sonora by Vasco Palmeirim.

 

Letra/Lyrics

Música: Ângelo Freire
Letra: Vasco Palmeirim

Filho da Mãe

Eis então um obrigado
Em jeitinho de fado
Espero que não fique aquém
Fizeste tudo o que sou,
Filha de meu avô,
Minha Santa Mãe!

Era eu ainda menino
Davas-me sempre um carinho
Pra me sentir melhor
Nunca me deste irmões
Mas uns valentes sermões
Que ainda hoje sei de cor

“Olha antes de atravessar!”
“Não vás já para o mar!
Olha a tua digestão!”
E explico-te hoje, maezinha
Porque é que o teu filho tinha
Revistas debaixo do colchão

Era apenas adolescente
Com interesse premente
Nas alterações do clima
Era o amor pela ciência
Ver moças com tal ardência
Especialmente na parte de cima.

Foi tanto o que me deste
Maezinha, you are the best
Como tu não há ninguém
Resumindo e baralhando
És uma mulher do camandro
E com orgulho digo: sou filho da mae.

Há tanta gente boa
Que esta melodia entoa
Como a cada um convém
Resumindo e baralhando
Eu cá me vou orgulhando
E com este orgulho digo: sou filho da mae.

Mesmo quando estavas fora
À noite chegava a hora
Davas-me um beijinho
Se eu me armava em esperto
Abrias os olhos bem abertos
E eu piava de fininho.

O que tiveste não foi sorte
Foste sempre muita forte
Pois a ti ninguém te lixa!
Mas bem te vi suspirar
Quando falavas no Ringo Starr
E ouvias o Cliff Richa.

Depois Falaste do Amor
Que me provoca um calor
E também me deixa triste
E já agora, mãe, confessa
Apanhaste-me com a Vanessa
E fingiste que não viste.

Deste conta do recado
Minha mãe muito obrigado
Para mim tu és tudo
Preciso de ti, mamã
Se possível já amanhã
Preciso que fiques com o miúdo!

Foi tanto o que me deste
Maezinha, you are the best
Como tu não há ninguém
Resumindo e baralhando
És uma mulher do camandro
E com orgulho digo: sou filho da mae.

Há tanta gente boa
Que esta melodia entoa
Como a cada um convém
Resumindo e baralhando
Eu cá me vou orgulhando
E com este orgulho digo: sou filho da mae.